terça-feira, 17 de março de 2009

Obama dá luz verde a investigação em células estaminais

O Presidente dos Estados Unidos tomou uma decisão aplaudida pela comunidade científica: levantou a proibição ao financiamento da pesquisa em células estaminais.

Barak Obama disse que a ciência não está "de costas viradas" com os valores morais. "Apoiaremos totalmente os cientistas envolvidos nestas pesquisas", acrescentou Obama, ao emitir uma ordem executiva que reverte uma política imposta em 2001, pelo seu antecessor, George W.Bush, e um memorando para restabelecer a "integridade científica". "Quando o Governo não faz estes investimentos, perdemos as oportunidades, não exploramos caminhos promissores", acrescentou.
Obama disse ainda que o memorando ordena o Escritório de Ciência e Tecnologia da Casa Branca a elaborar estratégias em prol da "integridade científica" nas decisões do Governo, nas quais os assessores científicos "sejam selecionados por seu histórico e experiência, e não por suas políticas ou ideologia".
A comunidade científica sustenta que o uso de células estaminais, que permitem a regeneração de tecidos, pode agilizar tratamentos e até curas para doenças como Parkinson e Alzheimer, diabetes, esclerose múltipla, paralisias e outras lesões da medula espinhal.
A Sociedade norte americana de Esclerose Múltipla já aplaudiu esta decisão do presidente Obama naquilo que considera ser um "grande passo no caminho da destruição de barreiras para uma investigação científica responsável". A sociedade norte americana de EM louva a atitude de Barak Obama ao dar uma "nova esperança e optimismo a milhões de pessoas que vivem diariamente com uma doença crónica e debilitante e incapacitante".
Fonte: Agência Lusa + Medical News Today

1 comentário:

joão disse...

http://wwwjosemalm.blogspot.com