quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A Esclerose Múltipla pode ser uma doença controlada em 2015!


São boas notícias, sim senhor, mas esperemos que os neurologistas internacionais tenham razão!! ;o)

A Esclerose Múltipla vai-se tornar uma doença controlada, tal como a SIDA, já em 2015, assumiram alguns neurologistas durante o X Congresso Internacional de Neuroimunología, que se realizou em Sitges (Barcelona).

O Dr. Paulo Villoslada, coordenador da conferência, destacou os grandes avanços na compreensão e no tratamento da doença nos últimos dois anos, dizendo que “há dois anos só se conhecia que um único gene da doença mas, daqui a uns anos vamos ficar a conhecer muitos mais e descobriremos porque é que as pessoas são afectadas por esta patologia"


Villoslada argumentou ainda que esta evolução irá afectar a melhoria da gestão da doença e a sua previsibilidade.

O perito em Esclerose Múltipla do Grupo IDIBAPS - Hospital das Clínicas, concluiu que “a doença continuará a seguir os passos de uma doença como a SIDA, que passou de mortal para ser controlada”.

A Esclerose Múltipla é um dos rostos mais reconhecíveis de Neuroimunologia. Esta doença auto-imune provoca a desmielinização dos neurónios que leva a um processo neurodegenerativo.

Neuroinflamação e os mediadores que causam a desmielinização dos neurônios são alguns dos processos que estão a ganhar destaque. Os medicamentos que estão disponíveis são particularmente bem sucedidos na luta contra a neuroinflamação, e muitos cientistas acreditam que se a doença for diagnosticada numa fase precoce pode controlar o seu progresso, havendo um controle da doença como tem acontecido com a SIDA.


Mas faltam estratégias para regenerar o tecido danificado. As terapias celulares têm sido aplicadas com sucesso em doenças hemato-oncológicas e os resultados experimentais permitiram considerar os primeiros estudos clínicos para aplicar em tratamentos de esclerose múltipla diferentes tipos de células estaminais regenerativas.


Este X Congresso Internacional de Neuroimunología reuniu mais de mil neurologistas, especialistas em esclerose múltipla.


3 comentários:

Valadas disse...

Se há alguém "lá em cima" por favor que esteja atento e dê uma ajudinha que eu já tenho o corpo todo marcado com nódoas negras, caroços e dorido, das injecções!

Anónimo disse...

Deus queira...

Força Valadas, esperança... ;)

Daniela Miranda disse...

Torço para que isso aconteça mesmo, a medicina está muito avançada e creio que em breve haverá cura para a esclerose, porque tbm estou de saco cheio de pulsoterapia e injeções.